Nosso website utiliza cookies para tornar a sua visita mais eficiente. Sem eles algumas áreas como menus, blocos ou slideshows não poderão ser exibidas.

Um alemão apaixonado pelo Brasil

Axel in RioUm jovem alemão vem conquistando muitos brasileiros, tanto na Alemanha quanto no Brasil. Ele é Axel Sprenger, um estudante que vive em Munique, capital da Bavária. Axel é solteiro, tem 26 anos e trabalha na área de turismo.

Ele criou a fanpage "O Alemão" e publica vídeos onde fala sobre sua experiência "turistando" por várias cidades do Brasil. E ele conta tudo isso em português! Suas palavras e impressões positivas sobre o Brasil geraram grande simpatia e muitos seguidores tanto no Facebook quanto no Youtube. Quando ele decidiu gravar pequenas "aulas de alemão" para ajudar a quem aprende seu idioma natal, sua popularidade aumentou bastante.  

Mas por que Axel tem se tornado especial pra tanta gente? Segundo o Dr. Celso Kobashi, linguista da cidade de São Paulo, a simpatia que ele provoca vem provavelmente da identificação que o público tem com ele: "Eu achei o vídeo que assisti ótimo! Realmente uma das razões do sucesso dele deve ser o fato de ele ser um aprendiz, se esforçando pra falar a nossa língua. Acho que as pessoas em geral têm simpatia pelo esforço dele, além de ele ser carismático, é claro."

Vamos conhecer um pouco deste alemão que a cada dia ganha o carinho de mais admiradores!

[message_box type="info" close="no"]

Alemanha + Brasil 2013/2014Em parceria com a página Brasileiros-na-Alemanha.com, a Temporada Alemanha+Brasil publicará uma série de entrevistas de brasileiros que trazem consigo grandes histórias sobre a vida na Alemanha.

►Curta a página da Temporada e confira toda quinta-feira uma de nossas entrevistas fresquinha na Fanpage: https://www.facebook.com/alemanha.e.brasil

Esta semana vamos conhecer o estudante alemão Axel Sprenger,  um apaixonado pelo Brasil e pela Língua Portuguesa.
[/message_box][message_box type="error" close="no"]INFO: a entrevista foi feita em português. A ortografia e gramática de algumas das respostas do Axel Sprenger foram corrigidas. [/message_box]

BNA: Quanto tempo você "turistou" pelo Brasil?

AXEL: Eu fui ao Brasil no ano passado, de janeiro até abril de 2013.

BNA: Por que o interesse pelo Brasil e pelo nosso idioma?

AXEL: Eu conheci dois brasileiros. Com eles eu falei muito sobre o Brasil e a Alemanha, as diferenças e semelhanças [entre os dois países]... Aí o meu desejo de visitar o Brasil cresceu mais e mais. Pra mim o Brasil seria um país bem exótico, com frutas, animais e paisagens que nunca vi. Até então só conhecia a Europa, então queria muito viajar para um país mais distante.

Me interessei pela variedade do Brasil: cidades grandes, praias bonitas, florestas, música, dança. Eu queria fazer uma nova experiência. Sempre achei a língua portuguesa muito bonita, porque tem um som muito suave e lindo para mim, mas sempre achei difícil demais pra aprender. Só havia aprendido francês e espanhol,  mas como pra mim a língua é a chave para a cultura, fui com muita vontade de aprender português também.

BNA: Quantas vezes já visitou o Brasil? Você já sabia falar português quando viajou para lá?

AXEL: Até agora só fui uma vez ao Brasil, mas fiquei lá por três meses e foi um tempo muito intenso pra mim. Visitei muitos lugares, de São Paulo ao Rio Grande do Norte. Antes de chegar falei bem pouco português. Estudei o idioma com um livro e fiz um curso de algumas semanas, só consegui falar bem pouco quando cheguei no Brasil. Então, no Brasil eu aprendi muito, falando e ouvindo meus amigos e cercado de [pessoas falando] português todos os dias.

BNA: Você fala bem português para tão pouco tempo de aprendizado. E, claro, já apareceram em sua página comentários de pessoas que duvidam que você seja alemão. Então lá vai: Axel, você é mesmo alemão? Tem algum parente brasileiro?

Axel SprengerAXEL: Sim, eu sou alemão mesmo, e nasci em Munique. :) Eu sou o único da minha família que se interessa pelo Brasil e por conhecer brasileiros, mas sempre gostei aprender línguas e de viajar.

BNA: O que você pensava sobre o Brasil antes de sua visita? Qual sua impressão depois da visita?

AXEL: Como quase todo europeu, eu também tinha a imagem de Copacabana, futebol, caipirinha e samba, mas aprendi muito rápido que o Brasil é muito mais que isso. Nas conversas com meus amigos aprendi muito sobre o país e a cultura brasileira. Ela se mostra muito na comida, música, festas, e muito mais. Pra mim foi um país muito fascinante, com muita variedade, e que eu queria conhecer.

Depois da minha visita pude saber muito mais sobre o Brasil. Passei muito tempo com meus amigos brasileiros e em cada lugar as pessoas foram tão simpáticas e sempre me ajudavam. Mesmo famílias que só me conheciam há dois minutos me convidaram pra jantar com elas,  pude ficar em suas casas. Não foi fácil voltar pra Alemanha depois desses três meses no Brasil, porque tive um tempo maravilhoso e a cada dia via coisas novas.

BNA: Viajou sozinho?

AXEL: Sim, eu viajei sozinho, mas tenho amigos em São Paulo e Recife e encontrei muitas pessoas durante a viagem, então quase nunca fiquei sozinho. E a coisa positiva de viajar sozinho é que os olhos ficam mais atentos para a cultura do país.

BNA: Seu número de fãs cresce a cada dia. Você consegue responder a todas as mensagens enviadas por brasileiros que desejam contato com você?

AXEL: É verdade, nos três últimos meses há muitos seguidores novos no meu canal e na minha página do Facebook, também graças à [página] Brasileiros na Alemanha ;). Isso me deixa muito feliz, gosto de compartilhar minhas experiências de viagem, contar sobre a vida na Alemanha e ensinar alemão. É muito legal receber todas as mensagens e comentários, tento responder a todos e ter contato com meus espectadores.

Axel in Olinda

BNA: Você pretende morar no Brasil um dia?

AXEL: Já pensei sobre essa pergunta quando fui no Brasil. Posso bem imaginar de morar no Brasil um tempo determinado. Claro que há sempre uma diferença entre viajar num pais e morar lá, mas queria muito ter essa experiência também. Talvez um dia seja possível pra mim.

BNA: O que você viu de mais surpreendente em sua viagem ao Brasil?

AXEL: Há muitas coisas que foram surpreendentes pra mim durante a viagem: aprendi que caipirinha não se prepara com açúcar mascavo, o açúcar escuro, como os europeus acham, mas com açúcar branco.

Também observei a importância da telenovela, isso foi muito surpreendente. Em cada lugar as pessoas falam da telenovela (o ano passado foi "Salve Jorge"). Pode-se comprar revistas sobre telenovela. Fui num restaurante onde haviam televisores para assistir a telenovela, e mesmo no ônibus eu vi uma mulher com uma televisão bem pequena para não perder o mais novo episódio.

Uma outra experiência surpreendente foi o encontro de golfinhos na Praia da Pipa [Rio Grande do Norte]. Nadei e os golfinhos vieram tão perto! Uma experiência incrível!

BNA: Você teve algum momento de decepção? Alguma coisa que esperava acontecer e não se realizou em sua viagem?

AXEL: Não, fiz todas as coisas que queria fazer. Passei Carnaval em Olinda, fui em muitos lugares, experimentei muitas comidas... foi perfeito!

Axel Sprenger
BNA: E um momento divertido? Alguma confusão com o idioma te causou alguma situação esquisita ou engraçada?

AXEL: Sim, uma vez, em uma praia em Porto Seguro eu queria pedir uma Coca-Cola, então eu disse: "Uma côca, por favor!". A atendente me trouxe um coco. Mas gosto de coco também, então eu não disse nada. :D

Outra palavra que foi muito estranha pra mim, no início, foi "Beleza". O pai de um amigo meu sempre dizia isso ao me ver e eu não sabia o que queria dizer, porque eu só traduzia a palavra literalmente, não sabia que também é uma forma de dizer: "tudo bem?" :D

BNA: Há alguma coisa que te incomodou no comportamento brasileiro?

AXEL: Brasileiros são mais barulhentos se comparados com os alemães. Quando havia muitos amigos juntos, as pessoas falavam tão alto que algumas vezes, quando eu estava cansado, foi um pouco estressante pra mim. Mas no geral gostei muito, porque os brasileiros são um povo muito vivo e com muita alegria, mostram quando estão felizes, dançando, cantando e rindo juntos.

Axel: tatuagem BrasilBNA: Você tem uma tatuagem com um mapa e a palavra "Brasil". Você imaginava uma reação tão positiva com relação a ela por parte dos brasileiros?

AXEL: Já antes da minha viagem eu sabia que faria uma tatuagem no Brasil, como símbolo da realização de um sonho e uma lembrança desse tempo maravilhoso. Pra mim a tatuagem tem um significado muito importante e estou feliz que a reação [das pessoas] é tão positiva.


BNA: E a música brasileira? O que você gosta de ouvir?

AXEL: Quando cheguei já percebi: no Brasil, em cada esquina se pode ouvir música, principalmente pouco antes e durante o Carnaval. No Nordeste eu ouvi muito brega. Gosto muito do ritmo do samba e do funk, e também das canções de Gustavo Lima e Michel Teló.

E uma canção que me acompanhou durante toda a viagem foi "Dançando", de Ivete Sangalo. Sempre vou lembrar dessa canção.

BNA: Quantas cidades no Brasil você visitou? Qual delas foi a sua preferida?

AXEL: Eu comecei a minha viagem em São Paulo, depois fui ao Rio de Janeiro, Porto Seguro, Salvador, Recife, Olinda, Maceió, João Pessoa e Praia da Pipa. Gostei muito do Rio de Janeiro, mas também tive um tempo legal em São Paulo, Recife, Olinda e Praia de Pipa, então não é fácil escolher uma cidade favorita, mas o Rio de Janeiro com as praias, o Pão de Açúcar e o Corcovado é muito bonito mesmo.

BNA: A palavra mais bonita que você aprendeu em português é...

AXEL: Minhas duas palavras favoritas em português são "liberdade" e "saudade", porque eu gostei muito do som e do significado dessas palavras.

BNA: E a culinária brasileira? Qual a comida brasileira você mais gostou? E a que você não gosta?

AXEL: Eu provei muita comida no Brasil. Eu gostei muito dos pastéis e coxinhas que se pode comprar em cada esquina. Aqui não se vende muita comida nas ruas, infelizmente. Também comi muitas frutas como goiaba e jaca, bebi sucos, caldo de cana, água de coco. Todas essas coisas que não conhecia antes. E gostei muito de açaí com leite condensado e bananas.

Uma coisa que não gostei foi o suco de caju. O sabor pra mim foi muito estranho, mas felizmente há sucos de muitas outras frutas. ;)

BNA: E a Copa? Pretende ir ao Brasil?

AXEL: Queria muito ir ao Brasil para a Copa, porque é um evento tão grande e vai ser uma festa grande, eu acho... Mas acho que não vou. Vai ser muito caro viajar para o Brasil durante a Copa, então eu vou festejar e assistir os jogos aqui mesmo. Seria legal estar no Brasil durante esse evento.

BNA: Qual o seu palpite para a Final da Copa?

AXEL: Alemanha e Brasil na Final, mas a Alemanha vai ganhar esse ano ;)


 

Créditos:

Fotos: Axel Sprenger, arquivo pessoal.

Links:
- Canal no Youtube (com as aulas de alemão do Axel):  http://www.youtube.com/user/akkiko040
- Facebook: "O Alemão".
- Instagram:  xaxelx

Consultoria: Dr. Celso Kobashi, São Paulo.

Video: Autor: Ivete Sangalo, Álbum: Real Fantasia, Estilo: Axé, Gravadora: Universal Music, Ano: 2012

 

Entrevista concedida a Lia Alves para o Brasileiros-na-Alemanha.com, em abril de 2014.


Comentários  

0 #4 Vandeza Aureliano 25-07-2014 00:55
:lol: Gosteii bastante da entrevista!! Adoreii!!!!
Reportar ao administrador
0 #3 Zenith 07-05-2014 15:22
Minha filha é brasileira e meu genro é alemão, tenho dois netinhos alemães que são meu tesouro.
Agora estou estudando alemão para poder me comunicar com as pessoas que conheci na Alemanha e assisti três vídeos onde você passa algumas dicas que foram muito significativas para o meu aprendizado
no idioma alemão.Continue nos ajudando, transmitindo essa maravilha de ensinamento que você transmite muito bem. DANKE Muito Obrigada! :lol: :lol:
Reportar ao administrador
0 #2 Ronin Grein bernal 02-05-2014 19:44
Oi, adorei ler seu blog, super interessante o seu interesse pelo Brasil e pela língua suas viagens e a maneira que pensa sobre o povo brasileiro, moro em Munique pelo que li você também e de Munique ? Meu marido e alemão e apaixonadíssimo pelo Brasil também!!!entre em contato abraço. :-)
Reportar ao administrador
0 #1 Schulz,Rute 02-05-2014 00:01
:-) BRAVO! continue assim menino humilde e simpatico. bjs
Reportar ao administrador

You have no rights to post comments

Top