Nosso website utiliza cookies para tornar a sua visita mais eficiente. Sem eles algumas áreas como menus, blocos ou slideshows não poderão ser exibidas.

Murah Soares: Alegria de Viver, Carisma e Energia!

Em sua trajetória artística ele privilegiou a dança afro-brasileira, cujas raízes lhe aproximam do Candomblé, religião na qual foi iniciado aos oito anos de idade por influência da avó materna, e à qual se mantém fiel até hoje, exercendo a posição de Babalorixá. „A dança tem grande importância no âmbito dos rituais“, explica Murah. E foi exatamente esta atividade que acabou  por trazê-lo à Europa, inicialmente se apresentando na Dinamarca e depois estendendo-se para a Alemanha, onde se consagrou como um grande talento da dança étnica moderna.
murah
Paralelamente às atividades artísticas, participou do curso de gestão cultural, na Akademie für Kultur und Bildung (Academia de Cultura e Formação), em Berlim. Desde 1991 trabalha em diversos projetos com o mestre de percussão brasileira, Dudu Tucci, formando um duo respeitado, premiado por perfomances como „Obaluaê“(1993) e Dança dos Elementos (1997), ambos apresentados na Haus der Kulturen der Welt, em Berlim. A produção „Rhythm of the gods“, realizada em 1998, foi apresentada na Escócia e Inglaterra, com grande repercussão.

Em 1996 ele levou à ruas, durante o Carnaval das Culturas de Berlim, o grupo „Afoxé Loni“, com a participação de oitenta percussionistas e oitenta dançarinos. O grupo cresceu, rompeu os limites da Alemanha e sob sua coreografia e direção conquistou a Europa, recebendo convites para diversas apresentações. Em 2001, „Streets Ahead Festival“ (Manchester, Inglaterra),  „Joy Parade“, (Dublin, Irlanda), „Fête de la Musique (Milão, Itália), além de eventos na Coréia (2003, 2007) e no México (2004, 2007).

Em fevereiro de 2007, Murah conseguiu realizar seu grande projeto, com a fundação do Centro Intercultural Forum Brasil no bairro de Kreuzberg,  point consagrado no cenário cultural de Berlim. Ali, além de assumir a direção cultural, ele oferece cursos de dança, canto e diversos workshops. Nos cursos, o coreógrafo paulista vai além da questão didática da expressão corporal, buscando introduzir  a história da cultura brasileira e a importância da relação corpo e  música. Desde 2001 ele dirige também worshops em diversas cidades européias, como  Roma, Milão, Basel, Freiburg, Manchester, Hamburg, Colonia, além de participar anualmente do Festival Afro-Caribenho em Vera Cruz, no México.

Indagado sobre que conselho daria a um brasileiro recém-chegado à Alemanha e interessado em desenvolver uma carreira artística, ele diz: „Ao longo destes anos de vivência profissional, notei que muitas pessoas querem exercer diversas atividades,  como se fossem ‘multi-talentos’, embora não sejam qualificadas, ocupando assim espaços de outros profissionais e prejudicando a imagem da arte e da cultura brasileira. As pessoas que querem atingir o reconhecimento na carreira artística devem se concentrar nas suas potencialidades, sem invadir áreas desconhecidas, pois o público, cedo ou tarde, acaba separando o joio do trigo. Além disso, atitudes deste tipo enfraquecem a cultura brasileira“.

Sobre sua própria trajetória, Murah a define como „dura, porém gratificante e bem sucedida“, e atribui seu êxito ao fato de apresentar a verdade cultural brasileira, sem máscaras.
murah

Cada um só pode oferecer aquilo de que dispõe: este é o segredo do sucesso"

(Murah Soares)



Texto: Claudia Sampaio
Fotos: Gentilmente cedidas por Murah Soares

Copyright: http://www.brasileiros-na-alemanha.com  - Este texto só poderá ser reproduzido ou traduzido (completo ou em parte) com autorização do site Brasileiros-na-alemanha.com. A reprodução só será autorizada através de contato com o site e se forem DADOS OS DEVIDOS CRÉDITOS AO SITE E À AUTORA.


A divulgação DO LINK para este artigo está liberada.


You have no rights to post comments

Top