Abuso Estranho Abuso

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 
Categoria: Colaboração dos Leitores Publicado em Segunda, 21 Maio 2012 Escrito por Liliana Mateus & Lia A.

 

Comoção geral: Xuxa declara que sofreu abuso sexual durante a infância. Acompanhando a tempestade de manchetes que pipocam nos feeds do Facebook, chama a atenção a reação negativa dos internautas. Uma declaração dessas vinda de uma celebridade já é capaz de ganhar contornos imprevisíveis. Vindo da Xuxa torna-se ainda mais intrigante considerando seu "passado maculado". Teria acontecido com Xuxa o mesmo que aconteceu ao ator-mirim Marcelo Ribeiro? Se ela permanecesse no caminho que o filme apontava, seria hoje uma atriz pornô? E o garoto-ator? Teria feito uma participação em uma produção pornô não tivesse ele sido "abusado pelo filme" (atenção para as aspas, isso foi uma tentativa de ironia!).

Entre outros textos e análises sobre a entrevista que inundaram a rede, um que vale a pena ler é o artigo  de Bruno Astuto, colunista da Revista Época. Ele chama a atenção para algo que aparece em quase todos os grupos que reagem à tal entrevista: a presença de pessoas que querem passar por cima da gravidade do tema (independende de ser Xuxa ou não). Elas escrevem coisas como "todos nós passamos por problemas e temos que resolver" ou "o que passou na infância ficou no passado" ou ainda mais bizarro: "ela tem tanto dinheiro, porque não faz terapia pra resolver essas coisas? Se fosse pobre a terapia seria um bom tanque de roupa suja e pronto! (sic)". Na verdade a grande maioria das famílias tenta jogar o assunto pra debaixo do tapete e a palavra "escândalo" é talvez a mais utilizada, como bem apontou Astuto em sua coluna e a comprovação disto aparece nos comentários dos inúmeros feeds pela net.

E tinha que ser no Fantástico? Não poderia ser dentro do contexto de uma campanha séria especificamente para o tema? Será que misturar seus amores, pedido de casamento do Michael Jackson e ter sido abusada sexualmente passam seriedade ou seria mesmo puro sensacionalismo? Outras celebridades fizeram o mesmo mas será que também não se lembravam de quem as abusou? Xuxa fez a cena parecer um divã de analista, com seu olhar perdido e um "não me lembro bem quem foi, ah, acho que foi o amigo do meu pai e o namorado da minha avó". O telespectador pode até ser colocado na posição de psicoterapeuta (e adora isso!) mas ele não é, e pode desconfiar de quem conta uma história pra dar pontos de audiência para um programa em queda: se você vai a público dizer alguma coisa, tem que contar com isso. Neste ponto é possível entender que o telespectador não coloca em dúvida o que foi relatado, mas a forma como foi abordado.



O que enfraqueceu aquilo que poderia ser uma "revelação bombástica" de uma famosa para fazer refletir sobre um assunto tão delicado foi certamente o fato de ter sido proferida justamente pela XUXA, aquela que rebolou durante anos "sexualizando" as crianças, fazendo-as se vestirem como pequenos adultos, se mostrarem de maneira extremamente sensual e assim provocando fantasias nas mentes mais doentias.

A mesma Xuxa que no início da carreira protagonizou uma cena de pedofilia em um filme que só ficou famoso por causa do grande estardalhaço feito por ela mesma pra esconder o filme. Ninguém se lembra que Vera Fischer também estava no filme e também simulou cenas com toques de pedofilia e incesto com o mesmo garoto! Mas ela não comprou todas as cópias do filme e nem criou um campo magnético em torno dele. O povo se pergunta por que Xuxa não tocou nestes temas. Eles caberiam perfeitamente no que ela "viu" em sua vida!

Hoje vem uma Xuxa, envelhecida e amadurecida pelo tempo, nos contar "o que viu da vida" e tentar se colocar na posição de vítima. Justo ela, que  durante todos esses anos esteve no insconsciente coletivo como autora de tais atos repugnantes.

 

Quer enviar seu texto para ser publicado em nossa coluna? Escreva um e-mail para com o assunto: "Coluna Participação dos Leitores".

Seu texto será avaliado e poderá ser publicado neste espaço. Textos comerciais, de divulgação de sites e blogs ou de pedidos de doações não serão publicados.


Nota das autoras: o texto tem a intenção de provocar o debate e é fruto da opinião das autoras, não refletindo necessariamente a opinião do site Brasileiros-na-Alemanha. Agradecimentos à Julia Samia por encontrar o link com a entrevista noYouTube.

Acessos: 36691