Nosso website utiliza cookies para tornar a sua visita mais eficiente. Sem eles algumas áreas como menus, blocos ou slideshows não poderão ser exibidas.

Borboletas na barriga

Depois de vários sustos e receios, afinal tratar com corpos estranhos dentro de nós não é tarefa assim tão fácil, resolvi conversar com minhas borboletas. Imagino que sejam três: uma vermelha, bastante assanhada, pulante e vibrante; uma amarela, mais meiguinha, que voa com mais atenção, observando todos os lados e, tchan tchan, a poderosa, glamourosa, borboleta azul, a exuberante coreógrafa de todo baile. Pedi a mim mesma e ao Universo muita misericórdia e capacidade de relaxamento para que elas tivessem espaço para fazer muitas festas dentro de mim, sem que eu sentisse medo do prazer. Tem funcionado, afinal encaro tudo como aprendizado e experiência. E tenho rezado meu mantra às tais criaturas vibrantes.

Borboletas! Abram suas asas dentro de nós, sobre nós e nos deixem sentir felizes, sem medo da entrega, de abrir mão do controle, afinal que sentimento pode ser mais gostoso do que estar com alguém que nos gosta e nos respeita e ainda poder ouvir sinfonias na nossa e na outra barriga? Quando você acordar, ou for deitar, em um destes dias frios do inverno alemão e sentir este batuque da natureza dentro de você, não tenha medo: renda-lhe homenagem e se jogue! Pensando em Vinicius de Moares falando sobre o amor: „que não seja imortal posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure“...


Copyright: Claudia Sampaio
Foto: Claudia Sampaio
Reprodução ou tradução: entre em contato com nosso portal.

A divulgação do LINK para este artigo está liberada.

Os temas, dados e opiniões publicados nesta coluna são de responsabilidade DA AUTORA, não refletindo necessáriamente a opinião do portal Brasileiros-na-Alemanha.com e sua equipe.


You have no rights to post comments

Top